Este sítio usa cookies para melhorar a experiência da sua visita, se continua é porque aceita. Mais informação.
MENU rápido para celular

Cuidar dos dentes

Dicas para Dentes Perfeitos

- Uma dieta diversificada e uma boa digestão dependem em certa medida de uma dentição em bom estado. Igualmente, dentes cuidados compõem o sorriso e contribuem para a expressão facial de cada pessoa, ao servirem de suporte aos músculos faciais. São também garantia da manutenção da distância que vai do nariz ao queixo quando se fecha a boca, o que poderia alterar a fisionomia, se tal não acontecesse. Por ultimo, muitos dos sons produzidos pelas cordas vocais são trabalhados pela interação da língua com os dentes. Na falta destes não é possível uma pronúncia perfeita.

O dente humano depois de totalmente erupcionado não recupera do desgaste natural, ao contrário dos dentes de alguns animais, como os roedores, que estão em contínuo crescimento. Por isso nunca será demais enfatizar o papel da prevenção como forma de permitir que os dentes durem a vida inteira.
A prevenção deve ter lugar desde o aparecimento do primeiro dente e ser contínua. Traduz-se pela higienização correcta, por uma dieta saudável, pela selagem dos sulcos dos molares logo na infância, pela fluorização, pela destartarização e pela visita regular ao médico(a) dentista. A periodicidade ideal é de 6 meses mas não convém ultrapassar um ano. Estas visitas servem também para rastreio de outras doenças orais que podem levar à perda total dos dentes ou outras complicações graves.

pessoa lavando os dentes

Higiene bucal

- Uma boa higiene oral começa pela escovagem dos dentes que deve obedecer a alguns parâmetros: não deve tardar mais de 15 minutos após cada refeição, e deve ser feita de manhã ao levantar e à noite ao deitar. A escova deve ser média ou macia, nunca rija, e ser mudada no máximo ao fim de 2 meses. A escovagem efectua-se em movimentos rotativos, com a escova inclinada 45º em relação à gengiva e passar por todas as superfícies dos dentes mais ou menos 10 vezes. Use também o fio dental. Para completar a higiene dentária recomenda-se também o uso de um elixir bucal à noite, após a última lavagem dos dentes. Existem muitos elixires sendo que alguns são anti-bacterianos. Aconselhe-se com o seu dentista na escolha daquele que será o mais indicado ao seu caso.

A aprendizagem de todas estas técnicas, a selagem dental das fissuras dos molares, a destartarização e a fluorização podem e devem ser efectuadas logo na infância de uma forma divertida e agradável numa consulta a um(a) higienista oral. Estas consultas podem ser efectuadas numa escola de medicina dentária onde têm um custo mais reduzido.

Vigie a sua gengiva (as doenças das gengivas são das principais causas da perda de dentes)
- Aprenda a reconhecer alguns sintomas de doenças das gengivas (Gengivite e Periodontite):
» gengiva vermelha e inchada
» as gengivas sangram durante a lavagem dos dentes
» retracção das gengivas com maior exposição dos dentes sendo visível a raiz
» aumento da sensibilidade ao frio, calor e alimentos doces e ácidos
» mau hálito
» mobilidade dos dentes
» surgimento de abcessos na gengiva

Em caso de emergência

- Verifique se o seu dentista atende fora de horas no caso de emergência. Mantenha o número de telefone dele sempre à mão.
A maioria dos acidentes incluem dentes que saem devido ao trauma e dentes que se lascam ou partem. Em qualquer dos casos é importante saber o que fazer. O tempo é o maior inimigo quando um dente sai do seu lugar. Se um dentista for consultado dentro de uma hora após o acidente, existem boas probabilidades do dente poder ser reimplantado e salvo. Lembre-se de lavar o dente em água corrente e colocá-lo num recipiente com saliva ou leite. Procure imediatamente o dentista. Com um dente partido a situação é ligeiramente mais complicada. Se sentir dor ou apresentar muita sensibilidade no dente afetado, procure um dentista imediatamente pois o nervo pode ter sido atingido. O dentista pode levar a cabo uma desvitalização ou outro procedimento necessário para salvar o dente. Mais tarde, uma coroa de porcelana ou materiais compósitos podem ser aplicados para restaurar a parte perdida. Se não houver lugar a dor ou hipersensibilidade, a situação não é crítica. Consulte o dentista para confirmar se não há problemas. Simplesmente agende com ele uma consulta futura para restaurar o dente.

Substitua logo aquele dente perdido

- A perca de um único dente é fator de grande instabilidade na relação entre os restantes e acelera a perda de mais dentes. Importa assim a sua rápida substituição por um trabalho de prótese adequado. Um desdentado parcial caminha a médio-longo prazo para um desdentado total.
A solução ideal para recuperar um ou mais dentes em falta, é o Implante Dentário. No entanto, existem outras alternativas que poderão até ser as mais indicadas.