Este sítio usa cookies para melhorar a experiência da sua visita, se continua é porque aceita. Mais informação.
MENU rápido para celular

Prótese Dentária Móvel: PPR (grampo) e chapa dental

Prótese móvel é aquela que se tira e põe quando se quer, muitas vezes referida em linguagem popular como chapa dentária. Pode conter um número variado de dentes. A principal característica é ser uma prótese dentária removível.

Dois tipos principais se consideram, a prótese parcial removível e a prótese total removível.

prótese móvel

PPR - Prótese parcial removível com grampos

Na falta de alguns dentes a prótese dentária chama-se parcial, por oposição à prótese total. Nesta situação, como em outras, várias são as soluções possíveis. No entanto, apenas uma deve ser considerada, a prótese com grampo, também designada esquelética ou PPR (prótese parcial removível).

A esquelética é feita com uma parte em metal e outra em acrílico, incluido os dentes. A resistência da liga metálica permite cobrir uma área menor da boca, deixando por exemplo, o palato mais livre. Fica assente em apoios nos dentes enquanto outras próteses móveis assentam totalmente na mucosa, destruindo progressivamente o osso alveolar. Não é um pormenor a desprezar, pelo contrário, menos osso significa maiores problemas de reabilitação oral no futuro.

O lado negativo, é a estética desfavorável dos grampos, em alguns casos. A alternativa a usar uma prótese deste tipo, nunca é outra prótese móvel de inferior qualidade, como a de acrilico ou de silicone mas sim o recurso à prótese fixa (ponte dentária fixa).

Dentadura completa móvel (chapa dental)

É a prótese tradicionalmente mais conhecida e mais usada. Sinônimo frequente de desconforto, exigindo ajustes regulares. Tem degradação e desgaste rápido. De reparação fácil e barata, sendo este o único fator positivo. Apenas o preço menor, quando comparada com próteses sobre implantes, justifica o seu uso.

Dificuldades na adaptação podem ser resolvidas rápida e fácilmente no dentista, com pequenos retoques. Não sofra desnecessáriamente.
Do mesmo modo, uma dentadura folgada pode ser reajustada, até um certo limite. Com o tempo, o osso alveolar onde assenta a prótese vai diminuindo, aumentado as dificuldades no seu uso. Esse problema só pode ser resolvido com uma prótese híbrida ou uma ponte total de cerâmica.

Estude e pondere a transição para uma dentadura fixa com implantes. Quanto menos osso tiver, mais difícil e caro será.